Karatê Jaú - Academia Shidokan de Jaú - SP - Karatê Jaú



2ª COPA MOMBUCA DE KARATÊ
3ª Etapa do Circuito ACAK 2012

Data: 20 de Maio de 2012
Horário: 8 horas
Local: Ginásio de Esportes João Batista Cioldin
Rua Cesare Purgato, 370
Ponto de referência: Prefeitura


Escrito por Academia Shidokan às 12h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Agradecemos sua visita! Comente!

____________________________________________



II Copa de Karate Hayashi-ha - Bocaina SP

Neste último final de semana (22/04/12), a Associação Shidokan de Jaú, participou  com 12 Atletas da ll Copa de Karate Hayashi-ha na cidade de Bocaina, com a organização da UKE (União Karate Esportivo), com objetivo de formar a Seleção juntamente com a Equipe da cidade de Jabuticabal e representar o Estado de Rondônia nos Campeonatos Brasileiros pela Confederação Brasileira de Karate, são eles:

 Campeonato Brasileiro dias 13 a 15 de Julho – Vitória / Espirito Santo  (Mirim , Infantil  e Cadetes )

 Campeonato Brasileiro dias 03 a 05 de Agôsto - Goiânia / Goias  (Junior e Sub-21)

 Campeonato Brasileiro dias 14 a16 de Setembro – Fortaleza / Ceará  (Senior / Veteranos)

Os Medalhistas da  II Copa Hayashi-há de Karate:

Medalha de Ouro

VINICIUS DIAS PAES
ESTEVAM RICARDO AMARAL
AGNER MATEUS RIBEIRO
ISABELE M.F. MORATO

Medalha de Prata

FERNANDA ELIZABETI AMARAL
JEAN C. MENEGHELO

Medalha de Bronze

VINICIUS DIAS PAES
JOÃO OTÁVIO DOS SANTOS
MATEUS PASTORELO
RICARDO REBOUÇAS PALMA (2)

O técnico Gustavo Nardy Vasconcellos de Souza parabeniza todos os atletas que competiram e diz que o resultado dessa foi excelente também para adquirem mais experiência e assim vão se aprimorando  para as futuras competições. Esses atletas têm grande chance de serem convocados para disputar os Campeonatos Brasileiros nesse ano de 2012.

 A Associação SHIDOKAN de Karatê - Jaú, estará competindo na 3º Etapa da ACAK, dia 20/05/12 na cidade de Mombuca S/P.

 

 


Escrito por Academia Shidokan às 08h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Agradecemos sua visita! Comente!

____________________________________________



Shidokan Jaú - Campeã

3ª COPA SALTO DE KARATE

A  Equipe de Karatê SHIDOKAN  de Jaú, conquistou 38 medalhas na 3º Copa Salto de Karate Estadual que faz parte da 2º Etapa da Acak (Associação das Cooperativas de Karatê Estadual), realizado no dia 15/03/2012) na cidade de Salto SP, tornando-se Campeã geral  na competição, a equipe soube com muita técnica e dedicação nos treinamentos diários vencer seus adversários. A associação SHIDOKAN, participou com 49 atletas.
O evento contou com 370 atletas, 26 associações e 35 cidades. A disputa foi por divisão de categorias de faixas até laranja e faixa verde a faixa pretas, com muitos atletas da seleção Paulista e da Seleção Brasileira

 Medalhas Conquistadas


08 (OURO)  09 (PRATA)  21 (BRONZE)


Total = 38 medalhas e o Troféu de 1º Lugar

 

 

1º    Academia Shidokan  - Karatê Jaú                105 pts

2º    Washi-Ki-o                85 pts            Capivari - SP

3º    Washi Kan                79 pts            Rio das Pedras - SP

4º    TK Karate                 60 pts            Cerquilho - SP

5º    SEEL / CRAS             60 pts            Tietê - SP

  
 MEDALHA DE OURO 

PABLO KAINÃ DA SILVA
ESTEVAM RICARDO DO AMARAL
BRUNA DANIELLI DA SILVA
MILENE AP.SANDOVAL
WURIEL SALES DE SOUZA
ANDERSON DA SILVA
JADE K. THIMÓTEO
FERNANDO AP. DA SILVA


MEDALHA DE PRATA

LUAN CESAR CARNEIRO
HELOIZA BALIVO DOS SANTOS
RAFAEL DE OLIVEIRA
JADE K. THIMÓTEO
WURIEL SALES DE JESUS
MAYARA TOMAZ DE SOUZA
ANDERSON DA SILVA
ANTONIO FRANCISCO PEDREIRO NETO
ANTONIO CÉLIO BORGATO JUNIOR


MEDALHAS DE BRONZE

 BRYAN BRENDO DA FONSECA
LUAN CESAR CARNEIRO
BRUNA DANIELLI DA SILVA
FERNANDA MAZETTO PORTELLA (2)
RICARDO REBOUÇAS PALMA (2)
LEONARDO INACIO DIAS
LUIZ OTAVIO DIAS
RODRIGO DA SILVA
AGNER MATEUS RIBEIRO
SABRINA ANDRESSA ALMEIDA
FERNANDA ELIZABETI AMARAL
DANIELA CRISTINA VIDAL NEGREIRO
GABRIELA PEREIRA LUIS (2)
JOÃO OTAVIO DOS SANTOS
VINICIUS DIAS PAES
CLAUDIO D. THIMOTEO
ERICA AMORIN RIBEIRO
MAYROM MEDEIROS


Gustavo Nardy Vasconcellos de Souza
Professor Responsável
 

Obs:Favor entrar no site da ACAK,(Associação Cooperativa das Academias de Karatê) onde terá mais informação.

http://www.acak.com.br/ 

  

 

 


Escrito por Academia Shidokan às 08h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Agradecemos sua visita! Comente!

____________________________________________



Shidokan Jaú - Campeã !!!

2ª ETAPA ACAK 2012 - 3ª COPA SALTO DE KARATE

Academia Pontos Classificação


1º    Academia Shidokan  - Karatê Jaú                105 pts

2º    Washi-Ki-o                85 pts

3º    Washi Kan                79 pts

4º    TK Karate                 60 pts

5º    SEEL / CRAS             60 pts

6º    Katsu - Salto            58 pts

7º    CAK Sucena             51 pts

8º    LKS – Bushido-kai    41 pts

9º    Hortolândia              38 pts

10º  Kenkô                      27 pts


Academias presentes:

Academia - Cidade
Academia Shidokan  - Jaú
Amak Conchas - Jumirim
CAK Sucena - Cerquilho
Cristóvão Colombo - Piracicaba
Esporte Clube - Santa Cruz Tietê
Gade - Campinas
Gatti Karate-do - Itapetininga
Heian / Metodista - Praia Grande
Hii Sho Kan - Rio das Pedras
Hortolândia - Hortolândia
Itapetininga - Itapetininga
JK  - Tatuí
Katsu - Salto Salto
Kenkô - Itupeva
Kyodo-kai - Nova Odessa
LKS – Bushido-kai  - Sorocaba
Nipo Seishokan - Campinas
Samuray Lençois Paulista
Santos - São Carlos
Sayão - Araras
SEEL / CRAS - Tietê
Sport Way - Piracicaba
Tanden - Campinas
TK Karate - Cerquilho
Washi Kan - Rio das Pedras / Mombuca
Washi-Ki-o - Capivari

 A copa contou com a participação de  370 atletas, de  26 associações de  22 cidades. Aguardem mais fotos e detalhes...

http://www.acak.com.br/


Escrito por Academia Shidokan às 12h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Agradecemos sua visita! Comente!

____________________________________________



História da Shidokan do Brasil

A história da Shidokan do Brasil confunde-se com a trajetótia de seu fundador no lugar que ele escolheu para viver. Não há como falar da vida do Sensei Kazunori Yonamine em terras brasileiras sem mencionar o seu amor ao Karate-do, afinal ele começou a treinar justamente por aqui.

A Shidokan do Brasil nasceu em agosto de 1990, quando o Sensei Kazunori trouxe do Japão sua filiação junto ao Grão-Mestre Katsuya Miyahira, presidente do Okinawa Karate-do Shorin-ryu Shidokan, sendo assim autorizado a representar esta escola por aqui. Inicialmente, o grupo foi criado com os Senseis Osmar Vieira, Mauri Pimentel, Ricardo Higa, Ney Mauricio Chaves Farias, Carlos Magno Duarte Baptista, Nilson Marcos Chaves Faria e Luis Fernado Antunes. A partir daí, outros professores e academias se integraram à escola, que acabou escolhendo o município de São Vicente como seu lar, coincidência ou não, é considerada cidade-irmã de Naha (Okinawa)! No correr dos anos, a Shidokan do Brasil expandiu-se para Piracicaba, São Paulo (Capital), Itajubá (Minas Gerais) e Córdoba (Argentina), sempre promovendo atividades nas áreas esportivas, cultural, social e desporto de alto rendimento.

Pode-se dizer que o primeiro grande momento da Shidokan no brasil ocorreu em 1994, com a realização do evento internacional Katana de Ouro, torneio que teve a participação de atletas internacionais em São Vicente. Dois anos depois, a escola promoveu um seminário sobre Karate-do com a participação do Sensei Yasunori Yonamine, faixa preta 9° dan do estilo Goju-ryu e importantes profissionais de uma renomada universidade da região. Ao longo dos anos, a Shidokan do Brasil também realizou viagens internacionais, com o objetivo de promover o intercâmbio e o aprimoramento entre seus atletas e membros. Nos anos de 1995, 1997 e 2002, delegações visitaram Okinawa e treinaram com o Sensei Miyahira e outros mestres de destaque, além de terem participado de seminários e torneios internacionais. Em 1996 e 2001, o sensei Seikichi lha foi visitado pela Shidokan do Brasil nos Estados Unidos. Já a Argentina recebeu delegações brasileiras em 1994, 2003 e 2004, sempre com maravilhosa acolhida dos Senseis Miyazato e Daniel Alberto Diaz.

Mas, como ocorre em todos os setores da vida, a shidokan também atravessou momentos de tristeza e perda. Talvez, a maior deles tenha acontecido em 2002, com a prematura morte do Sensei Mauri Pimentel. Ele, que sempre esteve presente em todos os grandes momentos da escola, sempre foi um exemplo e até hoje deixa saudade entre seus colegas, alunos e amigos. 

Representando no Brasil o Karate do Sensei Miyahira, a Shidokan do Brasil sempre se preocupou com a difusão e sedimentação dos fundamentos da modalidade no País, por isso, a comemoração também tem como estratégia continuar desenvolvendo a arte marcial de forma positiva para alunos e comunidades envolvidas.

http://www.shidokan.com.br/shidokanbr.php
O Texto Acima é um Fragmento da Matéria "História da Shidokan do Brasil" publicada na Revista comemorativa de 15 Anos da Shidokan do Brasil.

_________________________________________

 Sistema de Graduação

Dangais

Grad. Faixa Cor Kata Kihon
7º Kyubranca Naihanchi ShodanKihon Sonoba
6º KyuAmarela Naihanchi NidanKihon Movimentos Simples
5º KyuLaranja Naihanchi SandanKihon Ipon Kumite
4º KyuAzul Pinhan ShodanKihon Renzoku
3º KyuVerde Pinhan Nidan e Pinhan SandanKihon Sanbon Kumite
2º KyuRoxa Pinhan Yondan e Pinhan GodanKihon Yakussoku Kumite
1º KyuMarrom Itossu no PassaiKihon Movimentos Combinados

Yudanshas
Grad. Faixa Cor Kata Kihon
1º Danpreta
 
Kusanku shoKihon Kata Ichi
Kihon Sanbon Kumite Nº 2
2º Danpreta
  
Matsumura no PassaiKihon Kata Ichi
Kihon Sanbon Kumite Nº 2
3º Danpreta
   
Kusanku DaiKihon Kata Ni
Kihon Sanbon Kumite Nº 2
4º Danpreta
    
ChintoKihon Kata Ni
Kihon Sanbon Kumite Nº 2
5º Danpreta
     
Gojushiho

RenShi
Grad. Faixa Cor
6º Danpreta 

Kyoshi
Grad. Faixa Cor
7º DanVermelho e Branco
        
8º DanVermelho e Branco
        

Hanshi
Grad. Faixa Cor
9º DanVermelha 
10º DanVermelha 


Escrito por Academia Shidokan às 07h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Agradecemos sua visita! Comente!

____________________________________________



2ª Etapa ACAK

3ª Copa Salto de Karatê

dia 15/04/2012

Informamos que neste  final de semana (15/04/12), domingo, a Associação SHIDOKAN,estará na cidade de Salto  participando da  2º Etapa da Copa Estadual de Karate de Salto , que faz parte da ACAK (Associação Cooperativa das Academias de Karate Estadual). 
A Associação Shidokan participará com 52 Atletas , divididos  de categorias de Pré-mirim até Adulto de faixas verdes até faixas pretas. O  professor Gustavo Nardy Vasconcellos Souza  diz que a expectativa é  grande de conquistar um bom resultado pois todos os atletas estão bem preparados técnicamente. Ressalta ainda, que os atletas tem demonstrado muita habilidade e eficiência  nos treinamentos  e estarão em busca de seus objetivos, que será realmente a conquista das primeiras colocações da Copa. 

Obs: A 1º Etapa que foi realizada na cidade de Tietê dia 11/03/12 a Associação SHIDOKAN, foi Campeã Geral .


Escrito por Academia Shidokan às 15h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Agradecemos sua visita! Comente!

____________________________________________



Nós da Associação Shidokan Karatê de Jaú, desejamos a todos os alunos e seus familiares uma Feliz Páscoa, com muita Paz, Amor e que a Luz da Divina Ressurreição ilumine o coração de cada pessoa no mundo.


Escrito por Academia Shidokan às 21h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Agradecemos sua visita! Comente!

____________________________________________



Karatê é saúdavel para todas as idades

Karatê para todos

Se existe um esporte que qualquer pessoa pode fazer, aqui está ele. Crianças e, principalmente, quem chegou à terceira idade só têm a ganhar.

A sala está cheia de alunos, todos concentradíssimos nas palavras e nos gestos do mestre. Ninguém quer perder um só detalhe da seqüência de golpes. Mas não se trata de um grupo de caratecas igual a qualquer outro. Longe disso. A turma tem entre 65 e 73 anos. O cenário tampouco é uma academia de lutas marciais, e sim um asilo, o São Vicente de Paulo, em Londrina, no Paraná.
Quem descreve a aula é Mario Molari, professor de Educação Física na Universidade Norte do Paraná, a Unopar, e um dos orientadores do trabalho dirigido à terceira idade. Sua experiência com gente nessa faixa etária se estende também aos idosos do Centro de Vivência Ebenezer, outra casa de assistência social que fica na mesma cidade paranaense. O que prova que o karatê não é só para jovens e fortões, como muitos podem pensar.
Em pessoas com seus 60, 70 anos, o corpo-acorpo fortalece os músculos, ajuda a combater a osteoporose, aumenta a flexibilidade, protege as articulações e ainda melhora o equilíbrio. Tudo isso em apenas seis meses de treino regular, com aulas de três a cinco vezes por semana. Os idosos do Paraná foram incentivados a investir na dobradinha karatê e caminhada. O resultado foi um grande salto na qualidade de vida. "Muitos deles, que não tinham força nem para tarefas tão simples quanto segurar os talheres, deixaram suas limitações para trás", diz o professor Molari.

Quem pode ir à luta? Em princípio todos. "Mas é preciso passar pelo médico e procurar um professor especializado", recomenda outro expert, Fernando Antonio Malheiros Filho, mestre de caratê da Academia Okinawa, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.
A lutadora Cintia Lassalvia, que foi tricampeã pan-americana de kata, também aprova a prática do karatê na terceira idade. "Ele melhora a coordenação, a agilidade e a memória", enumera, destacando a grande vantagem dessa luta sobre outras artes marciais: o risco de quedas é bem menor.
Subir no tatame e encarar uma aula de karatê é indicado para pessoas de todas as idades — não só as mais velhas. A lista de benefícios é enorme. Para começar, a luta oferece todas as vantagens dos exercícios aeróbicos, ou seja, melhora a circulação e a respiração, aumenta o tônus muscular e a flexibilidade e ainda auxilia na perda de peso. "A modalidade também aprimora a postura, ajuda no alongamento e desenvolve a agilidade", diz presidente da Federação Brasileira de Karatê.
Isso sem falar nos ganhos em matéria de orientação espacial: o corpo do praticante responde com maior precisão e velocidade a estímulos. A mente também sai ganhando. Segundo os adeptos do karatê, sua prática aumenta o senso de responsabilidade, o espírito de disciplina, além de valorizar a busca contínua do aprimoramento do caráter. "Sem contar que o caratê incentiva o praticante a vencer os próprios limites", acrescenta Márcio Fuscaldo.
Há quem, por falta de informação, acredite que uma arte marcial dessas incentive a violência. Mas acontece exatamente o contrário. Durante o treino, os alunos canalizam sua agressividade, aprendem a gerenciar seus sentimentos negativos e encontram alívio para o estresse do dia-a-dia, sem descontá-los por aí.

Escolha cuidadosa

Se depois de ler estas páginas você se sente motivado a vestir um quimono e dar seus golpes, saiba que antes é preciso escolher com cuidado a academia. Converse com o mestre, informando-se sobre sua bagagem de conhecimento e o que ele pensa sobre a arte marcial. Fale com os alunos e peça para assistir a uma aula. E só faça a matrícula após checar se a escola faz parte da federação de karatê.
A meninada também pode ir para o tatame para praticar a modalidade a partir dos 6 anos — mas nunca deve lutar com adultos ou mesmo com crianças mais velhas. Primeiro porque os pequenos não têm formação óssea para agüentar a carga de exercícios dos maiores. Segundo pelo óbvio: mesmo sem confrontos, podem se machucar por acidente ao dividir espaço com grandalhões. Se isso for respeitado, o karatê só faz bem a essa turminha. Diga-se que, para ela, os benefícios superam os já citados. "O karatê contribui para o desenvolvimento físico e para a integração social", observa Fernando Antonio Malheiros Filho, da academia Okinawa. O esporte desenvolve a coordenação motora, melhora a auto-estima da garotada, ensina boas lições de autocontrole e acalma os mais agitados. "Lutando a criança aprende o que é hierarquia, perseverança e respeito aos outros", complementa Cintia Lassalvia.

Você sabe o que é um kata?

Lê-se catá. Trata-se de uma seqüência de movimentos do karatê que formam uma espécie de coreografia.
Eles fazem parte dos treinos dessa arte marcial e, conforme o praticante evolui e muda de faixa, os tais katas se tornam mais difíceis. Hoje há quem considere uma aula só de katas como uma modalidade à parte. Em diversas cidades brasileiras já existem cursos exclusivos dessas seqüências. Aí, há realmente zero confronto físico — só o bailado dos golpes. "Os benefícios de praticar katas ou karatê são os mesmos", garante Cintia Lassalvia. "Os campeonatos de katas se parecem com os de ginástica olímpica", descreve nossa tricampeã pan-americana. "Os juízes avaliam a precisão e a técnica das seqüências", diz.

História milenar

Há várias hipóteses sobre a origem dessa arte marcial. A mais aceita é de que o tataravô do karatê teria surgido na Índia, há cerca de 2 mil anos. Seu criador seria Bodhi-Dharma, o mesmo que fundou o zen-budismo. A convite do imperador da China, ele teria levado sua arte para esse país. No entanto, só quando migrou para o Japão ela foi sistematizada. Ali, no início do século XV, a dinastia Sho ordenara o confisco geral das armas para evitar ataques entre grupos rivais. Por isso, em meados de 1600, a luta vinda da Índia com escala na China teria passado por uma ligeira metamorfose: os movimentos de mãos e pés fariam as vezes dos golpes das armas proibidas. Batizada de Okinawa-te, seus treinamentos, naquela época, eram secretos.

Fonte: http://saude.abril.com.br/edicoes/0277/corpo/conteudo_165044.shtml


Escrito por Academia Shidokan às 08h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

 Agradecemos sua visita! Comente!

____________________________________________



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 

__________________

Associação Jauense Shidokan de Karatê

*Filiada a Federação Paulista de Karatê
e * Confederação Brasileira de Karatê

Fundada em 10/02/1995 por

João Ap. de Souza Filho

Rua Humaita, nº 1419

Jaú - SP

Fone (14) 3622-7313

__________________

academiashidokanjau@bol.com.br

academiashidokan@hotmail.com.br

__________________

__________________


Mestre Guichin Funakoshi

“O objetivo fundamental da

arte do Karatê não consiste

na vitória ou na derrota, mas

 no aperfeiçoamento do

caráter de seus praticantes.”

__________________


Integrantes da Associação Jauense de Shidokan

Presidente

  João Ap. de Souza Fº

Faixa Preta 3º Dan

Diretor técnico

Assoc. Jauense Shidokan de Karatê

Assoc. Atlética Palmeiras

Aristocrata Clube de Jaú

Assoc Dois Córreguense de Karatê

Assoc. Karatê Superação de Mineiros do Tiête

- * -

  Anderson Roberto Machado

Faixa Preta 2º Dan

Professor

Assoc. Jauense Shidokan de Karatê

Aristocrata Clube de Jaú

- * -

  Gustavo Nardy Vasconcellos de Souza

Faixa Preta 1º Dan

Professor

Assoc. Jauense Shidokan de Karatê

Assoc. Atlética Palmeiras

- * -

  Miguel Antonio Barbosa de Melo

Faixa Preta 1º Dan

Professor

Assoc. Jauense Shidokan de Karatê

Assoc Dois Córreguense de Karatê

Assoc. Karatê Superação de Mineiros do Tiête

- * -

__________________


O Karatê não é sómente uma arte marcial. Ele envolve princípios importantes como o aspecto educativo e de competição. Na área de educação, o Karatê oferece complemento que consolida o caráter e a conduta moral de um atleta. Como arte marcial, trabalha a luta contra a existência de limites físicos e mentais. E durante uma competição é que o atleta perceberá seu preparo fisíco e psicológico, demonstrando ética, disciplina, auto- controle, cordialidade e técnica. Que essa sabedoria cresça com a nossa força e essa união faça com que esta nobre arte engrandeça. (J.A.S.Fº)

__________________

"Um Modelo para Todo"

"Aquele que ensina
os professores"

"Assistente de Instrutor"

"Professor"

"Estudante da Formatura"

"Aquele que ensina"

"Aquele que sabe"

__________________


Veja nosso arquivo

__________________

Arte

Fatima F.

rfatimaf@gmail.com

__________________


Iara Oliveira de Souza

Professora e técnica de Karatê e outras atividades na área de Educação Fisíca Bacharelado e formação de Artes Marciais, 3º DAN

14 vezes campeã Brasileira

16 vezes campeã Paulista

Tri campeã Pan-americano

Tri campeã Sul-americano

A Associação Shidokan Jauense teve um curso  com Iara Oliveira de Souza no dia 27/02/2011(96 atletas participaram).

__________________

Parceiros

__________________



__________________


Benvindos...

Visitas



eXTReMe Tracker


__________________

__________________

 

Guichin Funakoshi

Pai e fundador do Karate Shotokan, nasceu em Shuri, distrito de Yamakawa-Cho,Okinawa, em 1869. Começou a treinar aos 11 anos, teve como instrutores dois grandes mestres, Azato e Itosu. Introduziu no Japão a luta de Okinawa (Okinawa-Tê), dando-lhe o nome de Karate. Criou a primeira Associação para o ensino dessa modalidade que ficou conhecida pôr Shotokan.

Filho único prestou exame na Escola de Medicina de Tóquio, no qual foi aprovado, mas devido à uma nova lei que proibia aos homens o porte do CHON MAGE ( símbolo de virilidade e da maturidade) não pôde realizar seus estudos. E por esse motivo voltou-se para a pratica e estudo aprofundado do Karatê , no qual se tornaria posteriormente seu representante maximo.
Ele tinha uma personalidade marcante e alguns aspectos como natural benevolência, distinção de maneiras e ímpar gentileza e respeito a todos ,alem de uma energia forte, muita coragem, determinação e força mental altamente capacitada ,o tornaram uma figura que, para muitos era sinônimo de alguém ” mais que humano” – um “tatsujin” ( indivíduo fora do comum) ainda mais se contrastando suas virtudes com seu porte físico pequeno (1,67m. para 67 Kg.),sendo admirado por seus contemporâneos.Na sua época a prática das artes marciais era proibida no Japão, e ele treinava em segredo, onde era obrigado a repetir à exaustão o mesmo Kata,( como escrevera em suas memórias), sem que seus movimentos chegassem à uma grande harmonia e precisão era proibido de passar a um novo Kata, sem a permissão de seu mestre, o que lhe tornou um exímio mestre.  Muitos aspectos da personalidade de Funakoshi passaram a ser conhecidos através de histórias daqueles que conviviam com ele, como por exemplo Genshin Hironishi, seu discípulo que dizia que seu mestre se opunha às gerações vindas após a Segunda Guerra Mundial, pois continuava a seguir hábitos de sua época, anterior á Primeira Guerra Mundial. Dizia ele que Funakoshi se recusava a freqüentar uma cozinha ou a pronunciar certas palavras japonesas modernas, existentes em sua época dizendo que sem elas passava muito bem.Uma outra peculiaridade interessante em seu comportamento, é que a primeira coisa que ele fazia era sua toalete matinal que durava cerca de uma hora; durante a qual escovava seus cabelos com infinita paciência, quando então voltava-se em direção ao Palácio Imperial e o saudava com respeito inclinando-se ,e após fazia a mesma saudação à Okinawa. Depois desses rituais tomava o chá da manhã, e se reiterava de seus afazeres do dia.Sensei Funakoshi deixou-nos, muitos pensamentos, que espelham a filosofia do karate e suas técnicas , bem como a sabedoria oriental.
Foi em 1916 que Funakoshi depois de estudar os métodos de combate da ilha, fez sua primeira demonstração em 1917 (Kyoto) e posteriormente em 1922 (Tóquio), a convite do Ministério da Educação, na presença de apaixonados das artes militares e do Judô.Como já tinha mais de cinquenta anos, não correspondia, ao mito do \’budika terrível” que o Japão procurava fazer sobreviver, na época, e mesmo assim a sua apresentação foi muito bem sucedida. Houve encontros entre Kano e Funakoshi. O próprio pai do Judô convidou Funakoshi para se apresentar-se na sede do Kodokan na presença dos mais notáveis mestres da época. O próprio Kano pediu que lhe ensina-se algumas técnicas de Karate. Entre os dois homens nasceu uma forte simpatia e amizade, ainda hoje desconhecida entre os adeptos das diferentes escolas.
Mais tarde foi convidado pelo governo para administrar aulas e difundir sua arte. Ensinava nas universidades e em 1936 fundou o Shotokan em Tóquio. Nomes como Otsuka, Ohata, Matsumoto e Tagaki vieram depois.

 

Em 1948 fundou a J.K.A. (Japan Karate Association) e a N.K.K. (Nihon Karate Kiokay) sendo seu instrutor chefe. Através desta organização, foi possível levar arte marcial a um estágio elevado, pelo desenvolvimento de três aspectos importantes: a sua utilização como auto defesa, como uma arte para o bem físico e como esporte.

 

Funakoshi e Saigo (1935) 

Funakoshi era um homem de letras, culto que conseguiu impor a uma simples técnica, uma estrada espiritual então desconhecida, semelhante ao do Monge Hindu. Assim a encontramos no Budismo Zen, como no Budô (caminho da perfeição humana através da arte marcial) Funakoshi dava ênfase ao fato de que seu método dava oportunidade de chegarmos à verdade filosófica. Não somente pêlos seus atos, mas pelo que diziam seus alunos, era dotado de uma tremenda força interior. Seus golpes e seus bloqueios, eram tão fortes e violentos, que poucos treinaram com ele. Até uma idade avançada, fazia seus Katas com perfeição de estilo. Foi quem primeiro aplicou estilo de treinamento moderno. Sua técnica era avançada, bem mais que a da ilha de origem, baseando seus métodos na arte da defesa. Seus movimentos em posição alta e seus ataques, eram fortes e longos. Seu trabalho de síntese, classificação, racionalização das técnicas e estilos, foi sem precedentes na história.
O discípulo do Karate deve manter a mente distante do egoísmo e da maldade, num esforço para reagir apropriadamente à tudo o que encontrar pela frente. Este é o sentido do Karate”.
Além disso, deixou-nos dois importantes caminhos que levam à uma vida harmoniosa, são eles o DOJOKUN e o NIJUKUN que são os lemas do Karate, os quais devem ser seguidos por todos os karatecas.
Em 26 de abril de 1957, faleceu Sensei Funakoshi, aos 88 anos.

  

Túmulo De Gichin Funakoshi

__________________



Sensei Juichi Sagara



"O poder é a competência em ação, sempre com profundo respeito pelo outro"



Nascido em Tókio, Japão, no ano de 1934, aos dezesseis dias de fevereiro, Mestre Sagara sempre teve uma vida dedicada ao karate. Sensei Sagara formou-se bacharel em Economia pela Universidade de Takushoku, ocupando posições honrosas nesta área. Sempre preocupado com a qualidade de vida e desenvolvimento humano, Sensei ocupou cargos importantes no Brasil e no mundo, realizando intercâmbios culturais, criando projetos de desenvolvimento para o Brasil com a cooperação mútua entre nosso país e países do oriente em diversas áreas como agricultura, economia, educação, cultura, esporte e ecologia.

Introdutor do karate no Brasil, Mestre Sagara nunca hesitou em passar seu conhecimento, em diversas áreas, aos mais de 120 mil alunos que teve a oportunidade de ensinar. Hoje seu legado continua, através dos precursores do karate tridimensional. Pouco antes de sua morte, Sensei dedicava-se totalmente, como organizador geral, ao sonho de construção de uma cidade do esporte através de um intercâmbio cultural esportivo Brasil / Japão, que deveria ser um protótipo da paz.

Autoridade máxima do karate Shotokan na América do Sul, teve uma passagem brilhante como administrador fundando as Federações de karate de São Paulo, Pernambuco, Distrito Federal, Paraná e Rio Grande do Sul. Como presidente da FPK, reestruturou e empenhou-se em tratar a modalidade não só como esporte, mas como filosofia, resgatando o Budô. Ao falecer ocupava o cargo de presidente de honra da federação. 


Principais diplomas de Karatê


Faixa Preta Primeiro Grau-Estilo Shotokan (Set.1954)

Conferido por:Confederação Universitária do Japão

Local:Tóquio,Japão.


Faixa Preta Terceiro Grau-Estilo Gojuriu (Dez.1955)

Conferido por:Academia Seibu-Kan


Faixa Preta Terceiro Grau-Estilo Shotokan (Set.1956)

Conferido por:Confederação Universitária do Japão

Local:Tóquio,Japão.


Faixa Preta Quinto Grau-Estilo Shotokan (Set.1972)

Conferido por:Nihon Karate Kiokai

Local:Tóquio,Japão.


Faixa Preta Sexto Grau-Estilo Shotokan (Abril,1977)

Conferido por:Nihon Karate Kiokai

Local:Tóquio,Japão


Faixa Preta Oitavo Grau-(Set,1984)

Conferido por:Confederação Brasileira de Karate(CBK)

Local:Belo Horizonte,Brasil


Faixa Preta Oitavo Grau-(Ago,1994)

Conferido por:World Karate Federation (WKF)

Local:São Paulo,Brasil


Faixa Preta Nono Grau

Conferido por:Nihon Karate Kiokai


__________________



  Os nomes e significados dos Katas Shotokan



Heian shodan – Paz (hei) e Tranquilidade (an) - Primeiro


Heian nidan - Paz e Tranquilidade - Segundo


Heian sandan - Paz e Tranquilidade Terceiro


Heian yondan - Paz e Tranquilidade - Quarto


Heian godan - Paz e Tranquilidade Quinto


Tekki shodan - Cavaleiro de Ferro (tetsu=ferro, Ki=cavaleiro) - Primeiro


Tekki nidan - Cavaleiro de Ferro - Segundo


Tekki sandan - Cavaleiro de Ferro - Terceiro


Bassai daì - Romper a Fortaleza - Longo


Kanku daí - Contemplar o Céu (Kan=olhar,ku=nada,vazio, céu) - Longo


Jutte/jitte - dez mãos (ju-dez,te=mão)


Hangetsu - Meia Lua (han=metade, meio, guetsu=lua)


Enpi - Vôo da Andorinha (en=pássaro, pi=vôo)


Gankaku - Grou Sobre a Rocha (gan=rocha, kaku=a garça sobre)

Jion - Amor e Gratidão (ji=amor universal, delicado, gentil; on=amor, benevolência, bondade)


Bassai sho - Romper a Fortaleza - Curto


Kanku sho - Contemplar o Céu - Curto


Chinte - Mãos Estranhas (chin=estranho, esquisito, te=mão)


Unsu - Mãos de Nuvens (un=nuvem, su=mão)


Sochin - Paz Inabalável (so=robusto, vigor, enérgico, chin=suprimir, ficar calmo)


Nijushiho - 24 passos/movimentos


Gojushiho daí - 54 passos - Longo


Gojushiho sho - 54 passos - Curto


Meikio - Espelho Limpo (mei=claro,kyo=espelho)


Jiin - Amor Proteção (ji=amor universal, delicado, gentil, in=sombra)


Wankan - Coroação do Rei (wan=rei, Kan=corvo)

__________________

Os vinte mandamentos do Mestre Gishin Funakoshi:


Hitotsu – Karatedo Wa Rei Ni Hajimari Owaru Koto Wo Wasasuruna
Não se esqueça que o Karatê deve iniciar com saudação e terminar com saudação

Hitotsu – Karate Ni Sente Nashi
No Karate não existe atitude ofensiva

Hitotsu – Karate Wa Gi No Tasuke
O Karatê é um assistente da justiça

Hitotsu – Mazu Jiko Wo Shire Shikoshite Tao Wo Shire
Conheça a si próprio antes de julgar os outros

Hitotsu – Gijutsu Yori Shinjutsu
O espírito é mais importante do que a técnica

Hitotsu – Kokoro Wa Hanatan Wo Yosu
Evitar o descontrole do equilíbrio mental

Hitotsu -Wasawai Wa Getai Ni Shozu
Os infortúnios são causados pela negligência

Hitotsu – Dojo Mo Mi No Karate To Omouna
O Karatê não se limita apenas à academia

Hitotsu – Karate No Shugyo Wa Issho De Aru
O aprendizado do Karatê deve ser perseguido durante toda a vida

Hitotsu – Arai Yuru Mono Karateka Seyo Soko Ni Myomi Ari
O Karatê dará frutos quando associado à vida cotidiana

Hitotsu – Karate Wa Yu No Gotoshi Taezu Netsudo Wo Ataezareba Moto No Mizu Ni Kaeru
O Karatê é como água quente. Se não receber calor constantemente torna-se água fria

Hitotsu – Katsu Kangae Wa Motsuna Makenu Kangae Wa Hitsuyo
Não pense em vencer, pense em não ser vencido

Hitotsu – Teki Ni Yotte Tenka Seyo
Mude de atitude conforme o adversário

Hitotsu – Tatakaya Wa Kyojitsu No Soju Ikan Ni Ari
A luta depende do manejo dos pontos fracos (KYO) e fortes (JITSU)

Hitotsu – Hito No Teashi Wo Ken To Omou
Imagine que os membros de seus adversário são como espadas

Hitotsu – Danshimon Wo Izureba Hyakuman No Teki Ari
Para cada homem que sai do seu portão, existem milhões de adversários

Hitotsu – Kamae Wa Shoshinsha Ni Ato Wa Shinzentai
No início, seus movimentos são artificiais, mas com a evolução tornam-se naturais

Hitotsu – Kata Wa Tadashiku Jissen Wa Betsumono
A prática de fundamentos deve ser correta, porém na aplicação torna-se diferente

Hitotsu – Chikara No Kyojaku Karada No Kankyu Waza No Shinshuku Wo Wasuruna
Não se esqueça de aplicar corretamente: alta e baixa intensidade de força; expansão e contração corporal; técnicas lentas e rápidas

Hitotsu – Tsune Ni Shinen Kufu Seyo
Estudar, praticar e aperfeiçoar-se sempre

__________________


O Karatê Shotokan

Foi criado pelo Mestre Gishin Funakoshi, embora nunca tenha dito que fosse o seu estilo. Mestre Funakoshi  não compactuava com a idéia de que o Karate fosse dividido em estilos, o que acreditava sim é que o método de ensino fosse diferente de professor para professor.
Quanto à terminologia Shotokan, Shoto era o pseudônimo que o Mestre assinava em seus poemas, significa pinheiros ondulando ao vento e Kan significa casa, edifício. Surgiu quando os alunos construíram um Dojo, local de treinamento, e para homenagear o Mestre, deram o nome de Shotokan( a casa de Shoto).
O estilo Shotokan caracteriza-se por bases fortes, predominância de movimentos de mão e chutes no máximo até o peito. Os giros sobre o calcanhar em posição baixa dá fluidez ao deslocamento e todo movimento começa com uma defesa.
O treinamento segue rigorosamente os três fundamentos, que são a prática do Kata, do Kihon e do Kumite.
Kata significa forma, e somam-se 26 ao todo no estilo Shotokan.
Kihon é a prática dos fundamentos que compõe os golpes, as defesas e as posturas.
Kumite é o treinamento em duplas visando a prática do combate. Incluem-se os movimentos de ataques e defesas combinados do Sanbon Kumite,  do Ipon kumite e  do jyu ipon kumite,  e o jyu kumite, o combate livre.
No estilo Shotokan prioriza-se muito a prática e o estudo do Kata por considerá-lo a síntese da Arte, e é onde realmente o Karateca  aperfeiçoa-se em todos os sentidos, na mente, no corpo e no espírito. Infelizmente, poucos são àqueles que se encorajam a dedicar-se ao estudo do kata, talvez, por se tratar de uma prática solitária. 

Hélio Arakaki

__________________


 O significado das côres nas faixas do Karatê



 A faixa branca

(Shiro Obi) – Sem graduação (Mu Kyu):

Essa é a cor do desprendimento.
O branco reflete todas as cores. A própria cor dessa faixa indica que o seu portador ainda possui a ingenuidade e deve procurar manter a mente limpa.
Entretanto, ele tem em potencial, todas as cores das demais faixas posteriores e assim como o fogo está na pedra, cabe a ele, faze-lo brotar através da fricção do treino árduo.
A busca nesse grau é pela purificação e transformação, diante do infinito conhecimento que tem diante de si.Essa faixa nos diz que o iniciante deve buscar a humildade e a imaginação criativa, através da limpeza e da claridade dos pensamentos. É a cor síntese do arco-íris e a mais associada ao sagrado, pois simboliza paz, pureza, perfeição e especialmente o absoluto.
Ela nos diz que devemos buscar a pureza, sinceridade e a verdade; repelindo os pensamentos negativos, procurando elevá-los, para que encontremos o equilíbrio interior, segurança e desenvolvamos o instinto e a memória.
O branco simboliza uma espécie de coringa, para todos os propósitos, é o substituto para qualquer cor, assim como uma tela em branco esperando para ser pintada.


A faixa amarela

(Kiiro Obi) – 6º Kyu (Rokku Kyu):

Assim como um sol que desponta todos os dias, ela significa que é um iniciante ou um recém nascido no Karatê, que com o tempo irá crescendo e fortalecendo-se, até chegar à maturidade que corresponde à faixa preta. Assim como o sol nascente o conhecimento começa a aflorar para o iniciante.
Agora ele pode vislumbrar um pouco da iluminação da descoberta e da realidade do que é o Karatê. Entretanto, assim como o amarelo é uma cor primária, isto é, não pode ser formado pela mistura de outras cores, ele também deve manter-se puro dentro da escola de Karatê que escolheu ainda evitando misturar outras coisas aos conhecimentos que está recebendo para não se confundir dentro da senda do verdadeiro karatê.
Assim como essa cor, essa graduação lhe traz a alegria, a vida, o calor, a força, a glória, o poder mental e representa o descobrimento. Ela lhe desperta novas esperanças no caminho, dando-lhe vivacidade, alegria, desprendimento e leveza. Agora ele deve procurar desinibir-se para desenvolver seu brilho, mas também diminuir a ansiedade e as preocupações, construindo sua confiança, energia e inteligência na solução dos problemas que surgirão.
A cor dessa graduação mostra que o praticante deve reter conhecimentos e desenvolver a luz da sabedoria e da criatividade, e assim como o sol, ela deve trazer a luz para as situações difíceis.
O Amarelo simboliza: criatividade, as idéias, o conhecimento, alegria, juventude e nobreza. Apesar do amarelo estar relacionado ao elemento terra, também é uma cor Yang e representa o descobrimento e a abertura para o conhecimento do Karatê.


A faixa vermelha

(Aka Obi) – 5º Kyu (Go Kyu):

A cor vermelha sugere motivação, atividade e vontade. Ela atrai vida nova e pontos de partida inéditos.
Essa é a cor do fogo, da paixão do entusiasmo e dos impulsos é a cor mais quente, ativa e estimulante. Ainda é uma cor primária que não pode ser formada pela mistura de outras cores, mostrando assim, que o praticante ainda deverá manter-se puro e fiel ao estilo de Karatê que elegeu.
Essa faixa, pela sua vibração, dá mais energia física, mostrando que agora, mais do que nunca é necessária força de vontade para não desistir da conquista dos seus ideais. Persistência, força física, estímulo e poder são seus traços típicos.
Embora o vermelho represente agressividade, perigo, fogo, sangue, paixão, destruição, raiva, guerra, combate e conquista, também simboliza aquilo que deve ser contido pelo seu portador. Esta cor faz com que você se sinta mais vigoroso, expansivo e pronto para avançar adiante em algum sentido evidente. Ela tende a atrair o olhar das pessoas e chamar a atenção. Se você usar vermelho, isso pode indicar que tem ardor e paixão, ferocidade e força. As pessoas que gostam de ação e drama apreciam essa cor. É uma cor de uma energia muito forte e o praticante deve ter o cuidado e a persistência para não se deixar ser vencido por ela e desistir do caminho.Sendo a cor do sangue, o vermelho também está relacionado à vida e à força de uma energia vital máxima.


A faixa laranja

(Daidaiiro obi) – 4º Kyu (Yon Kyu):

Esta é uma cor que é a mistura do vermelho com o amarelo, representado que o conhecimento dos graus anteriores deve estar contido nesta graduação e trazendo as qualidades dessas duas cores. Nos diz que devemos procurar o sucesso no treino diário, agilidade, adaptabilidade, estimulação, atração e plenitude.
Essa cor também simboliza aquilo que o praticante deve buscar: o encorajamento, estimulação, robustez, atração, gentileza, cordialidade e tolerância.
Esta é a cor da comunicação, do calor afetivo, do equilíbrio, da segurança e da confiança. Quem chega nessa faixa deve acreditar que agora tudo é possível, pois essa cor estimula o otimismo, generosidade, entusiasmo e o encorajamento.
A cor laranja mostra ao praticante que ele deve fortalecer as energias e a sua vontade de vencer.A cor laranja está situada entre o elemento fogo e o elemento terra, portanto, carrega um pouco das características dos dois elementos.


A faixa verde

(Midori Obi) – 3º Kyu (Sankyu):

O verde é uma cor que representa Esperança e a Fé. É a cor mais harmoniosa e calmante de todas. Ela simboliza harmonia e equilíbrio. Essa cor, que nos chega depois das cores quentes iniciais, nos dá a impressão de que chegamos a um oásis, depois de atravessar um árduo deserto, mas devemos
saber que ainda há mais deserto a vencer.
Ela também representa as energias da natureza, esperança, perseverança, segurança e satisfação; fertilidade. O portador deve procurar desenvolver a sua sensibilidade para se comunicar com a natureza interna e externa a si mesmo.
Significa também a harmonia em que devemos estar com ela, junto com o ar, a água e o fogo, elementos da vida que proporcionam bem-estar ao ser humano.
Essa cor simboliza uma vida nova, a energia, a fertilidade, o crescimento e a saúde. Por outro lado, quando em mau aspecto, mostra um orgulho excessivo, superioridade e arrogância.
O verde é ligado ao elemento madeira e a primavera. Representa o crescimento, desenvolvimento, natureza e saúde. Também significa a
etapa da juventude, estando relacionado a este estado emocional, mostrando, assim, que os conhecimentos ainda não se encontram bem claros ou maduros para os praticantes; ainda lhes falta amadurecer mais e delineá-los melhor.


A faixa roxa ou violeta

(Murasaki Obi) – 2º Kyu (Nikyu):

O roxo é uma mistura das cores azul e vermelho.Essa é a representa bondade e humildade. Ela gera sentimentos como respeito próprio, dignidade e auto-estima. Esta é uma cor metafísica. A cor violeta é excelente para purificação e cura dos níveis físico, emocional e mental. Simboliza: dignidade, devoção, piedade, sinceridade, espiritualidade, purificação e transformação. Quando em mau aspecto determina manias e fanatismo. Representa o mistério, expressa sensação de individualidade, influenciando emoções e humores, mas também simboliza a dignidade, a inspiração e justiça.
Gera tensão, poder, tristeza, piedade, sentimentalidade. Tendo isso tudo em mente, a cor desta graduação nos indica que devemos encontrar
novos caminhos e a elevar nossa intuição.


A faixa marrom

(Chairo Obi)– 1º Kyu (Ichi Kyu):

É a cor da solidificação. Representa a constância, a disciplina, a uniformidade adquirida e a observação das regras mantidas até aqui.Representa a conexão do praticante com o patrono do estilo que lhe foi passado, representado por seus mestres.
Para criar essa cor, você precisa misturar o vermelho com o preto e, portanto, ela tem alguns dos seus atributos. Também representa a autocrítica e a
dependência dos mestres para chegar até aqui. Significa que se está completando o processo de amadurecimento, tanto nos conhecimentos técnicos quanto no aspecto mental.
Essa faixa, pela sua cor, emana a impressão de algo maciço denso, compacto. Sugere segurança e isolamento. Representa também uma poluição que deve sempre ser limpa. Uma pessoa que gosta de vestir-se com marrom por certo é extremamente dedicada e comprometida com seu trabalho, sua família e seus amigos. A cor marrom gera organização e constância, especialmente nas responsabilidades do cotidiano. As pessoas que gostam de usar essa cor são capazes de ir “à raiz das coisas” e lidar com questões complicadas de forma simples e direta. São pessoas “sensatas”.


A faixa preta

(Kuro Obi) – 1º Dan (Sho Dan):

É a junção de todas as cores. Enfim o corpo e a mente chegaram ao final de uma jornada e ao início de outra mais elevada.A faixa na cor preta, representa humildade, autocontrole, maturidade, serenidade, disciplina responsabilidade, dignidade e conhecimento. É a cor do poder, induz a sensação de elegância e sobriedade. Onde o que está fora não entra e o que está dentro não sai. Observe-se que na maioria das sociedades ocidentais, o preto quase sempre é a cor da morte, do luto e da penitência, mostrando assim, o estado mental, para o mundo, de quem atingiu essa graduação.
Em geral, essa cor é usada por pessoas que rejeitam as regras convencionais ou são regidos por outras normas sociais, como é o caso dos padres ou dos guerreiros que seguem ao Budô.
Essa cor também nos dá uma noção de tradição e responsabilidade.É a ausência de vibração da “não cor” que dá a sensação de proteção ou afastamento. Por outro lado, absorve, transmuta e devolve as energias negativas, transformadas em positivas.
A meditação nessa cor permite a introspecção, favorece a auto-análise e permite um aprofundamento do indivíduo no seu processo existencial.
Remove obstáculos, vícios e emoções não desejadas. O excesso traz melancolia, depressão, tristeza, confusão, perdas e medo. A cor preta relaciona-se ao elemento água que adapta-se a todas as formas e contorna todos os obstáculos.
   

WordPress.com 

__________________